SUL DE MINAS

Oléo Sobre Tela

30x40

Ano 2012

 

As nuvens não tem pressa, não tem dono, nem patrão.

Pra elas não adiantam porteiras, cercas, mata burro, prisão.

São donas do espaço.

Mas por aqui tem fulano, ciclano, beltrano, sócios do mundo e da vida.

Uns são donos de quase tudo, outros do quase nada.

Tudo tem metro e medida, lei no papel, documentos.

Mas pra que tudo isso? Você sabe a resposta?

Só para amansar o povo ou jogar mel no formigueiro?

Vamos sair por aí voando, colorindo céus, manhãs de junho, afugentando tempestades, rabiscos de mau tempo.

Que tal dar um susto nas aves de rapina?

Aqui pertinho nasce o dia.

O amanhã já levantou!

 

Vamos?